O Ator Favorito de ninguém

 "I guess I never told you, I'm so happy you are mine." 
 Apagou o charuto. Abaixou a cabeça para a platéia, sorriu, agradeceu e foi para o bar. 
 - Elvis de novo? - Perguntou Benny (ou Benito para os católicos) enquanto passou uma cerveja para o cantor. 
 - Todos amam Elvis.
 Olhou para o relógio, procurou por ela e leu as mensagens do celular. 
 Nenhuma, para variar.
 Pegou o violão e voltou a se apresentar, dessa vez com Chuck Berry. 
 - Obrigado! - Gritou o bartender. 
 E então Felipe (ou Felix para os amigos de infância) voltou com Elvis. Tocou por duas horas de graça. Ficou de saco cheio e foi para casa (eufemismo para apartamento pequeno na XV).
 E então estava ela. Não foi para o bar para assistir tv. Típico? Sim, típico dela provocar o máximo possível. Ela queria ver quanto ele aguentava antes de bater nela. 
 E ele sabia disso. Sabia que ela queria um motivo pra ir embora. Mas fazer o quê? A garota é bonita, interessante e tem bom gosto. Serve por um tempo. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Leblon Holiday

Estrada Revolucionária

Vamos terminar a garrafa - NPC